Pesquisar entre um período de datas:
 /  /   até   /  / 
Data no formato dd/mm/aaaa

Biocombustíveis têm impacto na demanda por água
(16/03/2009)

Por admin

Por Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York*

Relatório da ONU indica que a procura por recursos hídricos nunca foi tão intensa; aumento da população é outro fator decisivo; relatório sobre tema será apresentado no 5º Fórum Mundial sobre Água no Mundo, em Istambul, na próxima semana.


Um relatório da Organização das Nações Unidas sugere que a procura por água no mundo nunca foi tão grande. Um dos fatores para a maior demanda é o crescimento da população mundial, que em 2050 deve atingir os 9 bilhões.

O aquecimento global, o desperdício no uso da água e a produção de biocombustíveis são outras causas apontadas pelo documento.

Formas Alternativas

O relatório "Desenvolvimento da Água no Mundo", que faz uma análise global dos recursos hídricos, será apresentado no 5º Fórum Mundial sobre o tema, marcado para 16 a 22 deste mês, em Istambul na Turquia.

O conselheiro do secretário-executivo da Convenção das Nações Unidas contra a Desertificação, Unfccc, António Pires, disse à Rádio ONU, de Bonn, que os países devem ter cuidado na produção de formas alternativas de combustível.

Escassez na África

"Eu acho que se deve ter muita cautela não só no Brasil mas em todos os países e também na África. Um esforço enorme deve ser feito para selecionar as variedades vetegais que melhor se adaptam à regiões áridas e semi-áridas. Nessas áreas a produção dos biocombustíveis pode ser feita em grande escala."

Segundo o documento, a escassez de água vai afetar, principalmente, a África Subsaariana.

O relatório diz ainda que as perspectivas do mundo alcançar a Meta do Milênio para água e saneamento básico em 2015 são, ao mesmo tempo, encorajadoras e alarmantes.

Enquanto as atuais tendências indicam que 90% da população mundial terão acesso a água potável, progressos na área de saneamento continuam lentos.


(Envolverde/Rádio ONU)

( http://envolverde.ig.com.br/# )

 

  As imagens foram cedidas por Miguel von Behr