Pesquisar entre um período de datas:
 /  /   até   /  / 
Data no formato dd/mm/aaaa

Mapeada área de proteção de aves
(29/01/2010)

Por Agência Costeira

Brasil tem 237 locais importantes para a preservação das espécies; 163 deles estão no bioma da Mata Atlântica

Um grupo de mais de 60 pesquisadores, entre biólogos e ornitólogos, conseguiu mapear todo o Brasil e chegou à conclusão de que existem 237 áreas importantes para a conservação de aves no país. Ao somar as áreas, chega-se a 94 milhões de hectares, o equivalente a 11% do território nacional.

 

Desse total, 163 áreas estão em Estados que têm predomínio do bioma da Mata Atlântica. A Amazônia, o Cerrado e o Pantanal juntos possuem 74 áreas relevantes para a preservação das aves. Os dados foram obtidos com base em dois grandes estudos. O primeiro foi publicado em 2006 e o segundo acaba de ser lançado.

 

O projeto é da Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil (Save), que representa a BirdLife International, uma aliança global de organizações não governamentais que tem como foco a conservação das aves e seus hábitats. O Museu de Ciências Naturais, da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, apoiou o trabalho.

 

As áreas consideradas relevantes pelos especialistas são chamadas de IBAs (da sigla em inglês Important Bird Areas). Essa rede de áreas pode ser considerada como o mínimo necessário para assegurar a sobrevivência das espécies de aves ao longo de seus locais de distribuição. E a conservação das IBAs pode assegurar, também, a sobrevivência de um grande número de espécies de animais e de vegetais.

 

Ameaça

 

Um dos critérios para determinar se o local analisado é uma IBA é verificar as espécies ameaçadas de extinção que ela regularmente abriga. E, nesse quesito, a Mata Atlântica está bem na frente dos demais biomas. "Cerca de 90% das aves ameaçadas do país estão na Mata Atlântica", diz Pedro Develey, diretor de Conservação da Save Brasil e organizador dos estudos sobre as IBAs.

 

De um total de 22 espécies classificadas como criticamente ameaçadas de extinção no Brasil, 15 estão na Mata Atlântica (elas podem aparecer em mais de um bioma).

 

A maior IBA do mundo, por exemplo, está no Brasil e ocupa parte do Acre e da Amazonas. Ela tem 7,3 milhões de hectares e possui uma espécie ameaçada de extinção. Já a menor IBA do Brasil fica em Pernambuco. Possui somente 700 hectares, mas abriga sete espécies ameaçadas de extinção.

 

Develey considera que a prioridade, portanto, deve ser a Mata Atlântica em um primeiro momento. "A perda de uma espécie é para sempre", argumenta. Mas não se deve deixar de lado a Amazônia e outros biomas, para evitar que a situação da Mata Atlântica se repita.

 

Proteção

 

Das áreas consideradas IBAs no país, apenas 21% estão totalmente protegidas atualmente e 39% estão protegidas parcialmente. Develey ressalta ainda que 40% não têm nenhum tipo de proteção - ou seja, não são Unidades de Conservação (UCs), como parques, no caso de áreas públicas, ou Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs), no caso de propriedades privadas.

 

Ele avalia que é muito difícil convencer o governo a proteger ou criar parques em áreas menores. Por isso, é importante conscientizar moradores para que cuidem do local ou criem reservas. O empenho de diversos setores tem dado resultado na região do Raso da Catarina, na Bahia, onde tem sido observado um aumento do número de araras-azuis-de-lear.

 

Guto Carvalho, organizador da Avistar (Encontro Brasileiro de Observação de Aves), considera que a atividade de observação de aves, muito praticada por europeus, americanos e japoneses e que começa a ganhar força no país, pode ajudar na conservação. "Não resolve o problema em si, mas gera renda complementar nas áreas com aves e conscientização da população", afirma. Entre os locais onde a atividade tem ganhado importância, segundo ele, estão Ubatuba, no litoral paulista, e a Serra da Canastra, em Minas Gerais.

 

Números

 

94 milhões de hectares é a área total dos 237 locais importantes para a conservação de aves no Brasil

 

163 áreas de preservação das aves estão localizadas em Estados com domínio de Mata Atlântica. Amazônia, Cerrado e Pantanal têm, juntos, 74 áreas

 

22 espécies de aves são classificadas como criticamente ameaçadas de extinção no Brasil. Desse total, 15 podem ser encontradas na Mata Atlântica

 

1.825 espécies de aves existem no total no Brasil, de acordo com o Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico (CBRO)

(Afra Balazina)

(O Estado de SP, 19/1)

 

 

  As imagens foram cedidas por Miguel von Behr